terça-feira, 23 de outubro de 2012

[OS SERES… ]




O seres

não saem

para o dia exterior



só têm a força

de resplandecer

na noite subterrânea

onde se fazem.



Mas desde eternidades

passam

o seu tempo

e o tempo

a fazer-se

e nem um só chegou

assim

a manifestar-se.



Vai ser preciso esperar que

a mão do Homem

os prenda e consuma

porque só

o Homem

inato e predestinado

tem

esta temível

e

inefável

capacidade:



Fazer o corpo humano sair

para a luz da natureza

mergulhá-lo vivo

no clarão da natureza

onde o sol acabará enfim

por desposá-lo.





Antonin Artaud, in "Eu, Antonin Artaud" assírio & alvim

trad. Aníbal Fernandes

Sem comentários:

Enviar um comentário